Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Avaliação dos professores

 

 

 

Voltei, depois de alguns meses de afastamento. O afastamento deveu-se a tantos motivos, que nem vale a pena mencionar..

 Mas o que realmente mais peso teve, foi a falta de tempo.

Reapareço num momento de grandes tumultos nas escolas deste país

 Quero deixar aqui o  registo do meu desencanto por tudo o que se anda a viver nas escolas neste momento. 

 Questiono-me muito sobre tudo isto, e cada dia mais o tento fazer, abordando várias perspectivas de uma linha de  raciocínio lógico.

 Penso que a maioria das pessoas ainda não se apercebeu bem do que se está a passar nas escolas deste país.

 Ainda ontem, com mais uma manifestação de professores, a invadir Lisboa, pouca importância foi dada por parte da comunicação social, ao evento. Limitou, obviamente a fazer o registo, mas nem esteve para convidar ninguém da praça pública a opinar sobre a situação tirando a TV 4. Houve no meu entender uma desvalorização do acontecimento, que foi reforçado pelo discurso da ministra e hoje do 1º ministro.

 É grave tudo o que se está a passar nas escolas, e mais grave ainda o que se deixa passar para a opinião pública, que é o facto dos professores não quererem ser avaliados.

 Eu quero ser avaliada. NÃO QUERO ESTA AVALIAÇÃO!!!

Que credibilidade tem uma avaliação, em que cada escola faz o que quer à sua maneira...

 Então há de tudo um pouco. Vejamos..

 .Os avaliadores têm uma turma ou turmas iguais a qualquer outra pessoa (refiro-me ao 1º ciclo, que é o que conheço melhor). Além de terem que fazer todo o trabalho inerente a ela, desde a preparação de aulas, reparem que até muitas têm dois e mais anos de escolaridade na sala, o que equivale a colocar em pé doze áreas ou mais pois são anos específicos, ainda os que têm programas educativos. Mas ainda assim sendo, têm que fazer as mesmas reuniões que os colegas não avaliadores, claro preparar aulas entre outras coisa. Quando for avaliar os colegas, os seus alunos ficarão entregues a colegas que dão apoio a outros alunos com necessidades educativas. Ou seja, não há apoio para ninguém, que se lixe o apoio.. quem não os mandou nascer espertinhos e  iguais aos outros?..

Assim os titulares são no meu entender, uma casta de professores apurada por este ministério, para poupar milhões de euros. Não criam equipas de avaliação, e pagam-lhe o mesmo, pois são o dois em um.

 Então há colegas de música a avaliar colegas de inglês , de matemática a avaliar língua portuguesa....

 Bons..regulares fica tudo no mesmo saco.. Apenas quem tem Muito bom e Excelente tem pontos. Parece que a quota para atribuição destas notas, também  será relativamente pequena .. Então a senhora ministra pretende implementar  um  sistema educativo com todos os professores  do sistema  a  trabalhar a preço de saldo.  Também  ela ainda não explicou o que vai fazer com aqueles professores  que uma vez observados, mereçam igualmente Muito bom ou Excelente e não o podem  ter porque o saquinho esgotou-se.

 Fico por aqui..

Ainda acredito um pouco na justiça divina..

 

 

  

 

publicado por luana às 00:54
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.mais sobre mim

.posts recentes

. Avaliação dos professore...

.links

.pesquisar

 

.favorito

. Memórias de Infância

. Comsentimentos

.arquivos

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds