Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Elogio ao beijo

 

Bocas unidas desfiando sentimento

Com desejo que incendeia corpo ardente

Olhos que se fecham à paixão

Na entrega total da tarde quente.

Corpos que se dão naquele abraço

Num olhar que a tarde arrecadou

Lábios molhados que se esmagam

Num sabor imenso que o tempo arquitectou.

No momento do desembaraço

Que o tempo agora parou

Ficou na memória daqueles

que desfiaram sentimento

o beijo de amor imenso

que o vento nunca levou.

Fica a vontade no ar

De um eterno namorar.

 

 

 

 

 

publicado por luana às 22:57
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Maria a 16 de Maio de 2008 às 09:32
Muito bom!! A inspiração transpira-se por estas bandas!!


De Sim sou eu ... a 2 de Junho de 2008 às 02:06
O Elogio ao Beijo...Só por si, o beijo pode ser um elogio!Um elogio que dispensa palavras...por serem supérfluas, desnecessárias...apenas uma magnífica orgia de sentidos, que tudo dizem sem necessidade de falar!O beijo não se explica...simplesmente acontece!E quando acontece que num beijo entregamos a própria alma...então talvez possamos dizer que estamos no paraíso!
A propósito de paraíso, lembrei-me agora de um poema que se intitula precisamente " Paraíso " ...

Deixa ficar comigo a madrugada,
para que a luz do Sol me não constranja.
Numa taça de sombra estilhaçada,
deita sumo de lua e de laranja.

Arranja uma pianola, um disco, um posto,
onde eu ouça o estertor de uma gaivota...
Crepite, em derredor, o mar de Agosto...
E o outro cheiro, o teu, à minha volta!

Depois, podes partir.Só te aconselho
que acendas, para tudo ser perfeito,
à cabeceira a luz do teu joelho,
entre os lençóis o lume do teu peito...

Podes partir.De nada mais preciso
para a minha ilusão do Paraíso.


Um Beijo.Até sempre


De luana a 2 de Junho de 2008 às 21:56
Podia ter aqui o tema para o meu próximo post,ainda com base no tema elogio..
Elogio a pessoa que me dedicou tão sublime poema, assim como todas as palavras que me teceu sobre o que escrevi.
Extraordinariamente belo.
Obrigada.
Beijo


De Brama a 17 de Junho de 2008 às 23:04
Uma ode ao beijo e aos seus múltiplos benefícios para o nosso equilíbrio enquanto seres sensíveis


De paginadora a 10 de Julho de 2008 às 21:02
Luana
Não vou comentar o teu poema. Sim, eu sei que ele fala sobre o amor mas hoje quero felicitar-te por um tipo de amor diferente, que no passado dia 8 entrou na tua vida.
É um amor imenso não é? Espero e desejo de todo o coração que o vivas e o partilhes junto daqueles que te amam, que são a tua família. E também é claro que o vivas e partilhes com as tuas amigas(os) entre as quais espero estar íncluída.
Um grande abraço repleto de emoção e uma vez mais... PARABÉNS E FELICIDADES!!!
Mil beijinhos


De luana a 19 de Agosto de 2008 às 00:43
Obrigada por todas as palavras.
Beijos


De Dr.ª Tânia a 22 de Maio de 2009 às 03:55
Que lindo poema...


Comentar post

.mais sobre mim

.posts recentes

. Trabalhar num TEIP

. Desvario..

. Infância Perdida

. Começa a cansar!...

. Má interpretação dos prof...

. Avaliação dos professore...

. Elogio ao beijo

. Maio

. Mudanças...

. Desejos

.links

.pesquisar

 

.favorito

. Memórias de Infância

. Comsentimentos

.arquivos

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds