Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

O sentido das coisas sem sentido

 

Parece não soar bem esta expressão, mas aplica-se muito no nosso dia a dia.

Quanto tempo da nossa vida não é gasto em coisas vazias de qualquer sentido ?

Eu pelo menos sinto-o cada vez mais..

No entanto, à falta de um maior  sentido crítico, ou de um olhar mais atento sobre as coisas, acabamos por não ligar. Instala-se o absurdo e convivemos com ele diariamente, achando-o perfeitamente normal. 

O interessante, é que se atribui um valor de grande sentido e rigor a um determinado procedimento, quando afinal, indo à essência directamente desse procedimento, acaba por se constatar que pouco ganho, ou vantagens acabou por proporcionar a alguém. Apenas atritos, confusões, mal entendidos..

Quem é professor sabe do que falo..

Cada vez a  nossa escola pública tem mais papéis.

Pergunto a mim própria, porque falha a escola no seu papel fundamental, que é o de proporcionar sucesso aos alunos e fazer igualmente as famílias destes, felizes?..

Não passará pela cabeça de ninguém, as horas que se perdem a escrever o mesmo assunto em vários papéis, com nomes diferentes, que até os próprios professores têm alguma dificuldade em distinguir.

Tudo é justificado exaustivamente através de relatórios, actas, ofícios, informações. Fazem-se planificações diárias, semanais, mensais, trimestrais, anuais. Fazem-se dezenas e dezenas de programas para alunos com dificuldade, relatórios a justificar o atraso no sucesso escolar. Relatórios a pedir apoio técnico de psicólogos e terapeutas. Outras dezenas de relatórios são recebidos para o processo do aluno, vindo alguns deles da parte dos técnicos a quem nós pedimos ajuda e algum apoio. Tudo é organizado metodicamente no tal processo  para que ali nada falhe, tudo esteja como manda a lei....não venha alguma inspecção ...

 Mas é interessante notar, que apesar de toda esta imagem de rigor que o ministério obriga a passar, continuamos na cauda da Europa. Na escola já os professores estão das 9h às 17h 30m da tarde, sempre de seguida com alunos, mas o insucesso continua...

Porque será?..

Já agora.. depois de tudo isto deixem-me partilhar convosco :

 Acabei de receber um relatório, que guardei no processo junto dos outros, que dizia, que quando puderem me darão algumas instruções de como devo agir com aquele menino que tem perturbações emocionais e atraso de desenvolvimento. Frisaram-me que apoio educativo não há. A responsabilidade será toda da professora de turma......

 

publicado por luana às 00:35
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Psicóloga a 17 de Outubro de 2007 às 01:10
Podemos trocar reflexoes sobre o assunto de necessidades educativas especiais e apoio psicoterapeutico.
Passa por http://psicologavirtual.blogs.sapo.pt.

Joana.


De luana a 31 de Outubro de 2007 às 20:30
Obrigada. É gratificante sentir que por vezes mesmo muito distante de nós, algém nos quer ajudar. Mais uma vez obrigada. Quem sabe se um destes dias eu não recorrerei. Nem de propósito ..mas para vou ter dois elementos técnicos na próxima semana.
Já não é sem tempo...


De Maria a 17 de Outubro de 2007 às 16:52
Pois... assunto tantas vezes falado. Os professores têm razão, mas não é só em relação à educação que as coisas são tontas e sem sentido. É em relação a uma série de realidades do nosso país!!


De Brama a 20 de Outubro de 2007 às 04:14
Sobre este mesmíssimo tema já eu me fartei de escrever no meu blog ...

No estado actual das coisas se eu entrasse às 9 e saísse às 17h30 estava contentíssimo. Entro todos os dias às 08h10 e tenho saído escrupulosamente depois das 20 às 21 h. Isto só considerando as reuniões e as formações, porque ainda não começaram as aulas EFA do secundário.
O objectivo da multiplicação de papelada morre em si mesmo, a ideia é entreter os profs, não é melhorar aprendizagens, basta ver o que o ministério pretende com os cursos RVCC ...


De 100 Sentidos a 4 de Novembro de 2007 às 18:53
Gostei do título des te post...


De paginadora a 23 de Novembro de 2007 às 21:23
Querida luana
Adorei o teu post. Adorei...adorei...adorei.
Finalmente conheço o famoso colar de contas, que deve realmente ser muito mais valioso que um simples colar de pérolas. Mais valioso até que o famoso "Colar da Rainha". No futuro com este genial artefacto teremos verdadeiros génios matemáticos espalhados pelo País que nem cogumelos. E que bem deve ficar ao pescoço da sra. ministra.
Um grande beijinho para ti e um belíssimo FDS.


Comentar post

.mais sobre mim

.posts recentes

. Trabalhar num TEIP

. Desvario..

. Infância Perdida

. Começa a cansar!...

. Má interpretação dos prof...

. Avaliação dos professore...

. Elogio ao beijo

. Maio

. Mudanças...

. Desejos

.links

.pesquisar

 

.favorito

. Memórias de Infância

. Comsentimentos

.arquivos

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds