Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

Desabafos..

Cada dia que passa

sinto que a vida me pertence menos.

Apenas tu me pertences mais.

Cada vez mais, tenho a noção

bem presente

do quanto tudo na vida  é efémero.

Queria poder agarrar todo o tempo que passou

e gastá-lo apenas

com quem me encantou..

Nunca com quem mal me tratou.

Queria ter o tempo suficiente para

poder triunfar

para poder ecoar

num grito imenso

finalmente estou feliz

AQUI..

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por luana às 00:07
link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Maria a 4 de Outubro de 2007 às 11:02
:)))))) Ainda bem!! Nunca é tarde...


De Maria a 4 de Outubro de 2007 às 11:03
:)))))) Ainda bem!! Nunca é tarde...


De Brama a 7 de Outubro de 2007 às 22:26
Não estou a perceber bem ... mmmm ... soa-me a algum romance, será que estou enganado?! não estou mesmo a perceber ... juro!!!

Mas se finalmente existe felicidade no ar, acho que posso partilhar desse contentamento e desejar tudo de bom ... beijos grandes.

PS: Às tantas não tem nada a ver e fiz para aqui um grande filme ...


De A paginadora a 13 de Outubro de 2007 às 21:42
UAU
O que é que se passa aqui?
A declaração de amor está uma maravilha. A imagem muito sugestiva...
Será que eu também estou a ver o filme ao contrário?
Parece-me que não.
Sua mázinha! Por isso não tem dado notícias mas, se for esse o motivo porque te encontras desaparecida, fico muito feliz por ti. Mas aparece luana... se puderes ... ah o Amor!


De luana a 13 de Outubro de 2007 às 23:50
Bem lá tenho que responder a ti e ao Brama..
Então já não se podem escrever poemas, prosas que falem da solidão, dos desamores e de alguém que aparece e que tudo modifica?.. Penso que todos nós, nos podemos rever um pouco nestas palavras, nem que seja por um efémero momento, e uma vez na vida, penso.. beijinhos


De Brama a 14 de Outubro de 2007 às 22:30
Pronto há amor no ar ... acho muito bem ... a solidão é uma amargura. Todos têm direito a outra ou outras oportunidades


De luana a 15 de Outubro de 2007 às 21:50
...não percebeste ou eu não fui muito clara... quando se escreve sobre este tema...não significa que tenha a ver connosco.. Haja ou não alguém...é sempre agradável escrever sobre esta temática..ou não concordas ?
beijinhos


De Psicóloga a 21 de Novembro de 2007 às 14:57
Amor é um sentimento maravilhoso...


De Sim sou eu ... a 12 de Dezembro de 2007 às 19:27
Faz tempo que não visitava este teu espaço publico/privado mas, ao fazê-lo agora deparo-me com este magnífico poema...sim porque é de poesia que se trata...e que me parece revelar em ti um dos mais belos estados de alma que o ser humano pode experimentar...O amor! esse nobre sentimento que nos ilumina o caminho mesmo quando tudo á nossa volta pode ser escuro como breu...A propósito, e porque também eu tenho a sorte de experimentar semelhante sentimento...estas palavras que escreves fazem-me sentir uma necessidade quase compulsiva de expressar também em palavras, tudo quanto de mais belo e mais elevado me enche a alma porque existe alguém a quem dou o melhor de mim, e a quem se fosse poeta escreveria certamente deste modo:

Desvio dos teus ombros o lençol,
que é feito de ternura amarrotada,
da frescura que vem depois do sol,
quando depois do sol não vem mais nada...

Olho a roupa no chão: que tempestade!
Há restos de ternura pelo meio,
como vultos perdidos na cidade
onde uma tempestade sobreveio...

Começas a vestir-te, lentamente,
e é ternura também que vou vestindo,
para enfrentar lá fora aquela gente
que da nossa ternura anda sorrindo...

Mas ninguém sonha a pressa com que nós
a despimos assim que estamos sós!

David Mourão Ferreira, Os Quatro Cantos do Tempo


Como não tenho blog, agradeço-te o facto de me permitires usar este espaço, para de alguma forma expressar também as ,minhas emoções...Obrigado

Um beijo


De luana a 12 de Dezembro de 2007 às 23:50
Como é interessante verificarmos que há em alguma parte do mundo, alguém que pensa e tem sentimentos que se identificam com os nossos. Foi bom ler estas palavras.
Muito belo este poema.
Agradeço-o com um beijinho enorme..


De JP a 17 de Agosto de 2008 às 19:37
"O aplauso de uma única pessoa tem grandes consequências" - Samuel Johnson


Comentar post

.mais sobre mim

.posts recentes

. Trabalhar num TEIP

. Desvario..

. Infância Perdida

. Começa a cansar!...

. Má interpretação dos prof...

. Avaliação dos professore...

. Elogio ao beijo

. Maio

. Mudanças...

. Desejos

.links

.pesquisar

 

.favorito

. Memórias de Infância

. Comsentimentos

.arquivos

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds