Sábado, 30 de Junho de 2007

Tempo

 O tempo é algo extraordinariamente importante na vida de todos nós.

Cada pessoa confere-lhe  a sua própria matriz pessoal, e organiza a sua forma de viver, em torno dele.

Há pessoas, a quem o tempo lhe falta sempre. Vivem desorganizadas, uma vida inteira, chegando atrasadas  muitas das vezes, aos locais onde já deveriam estar, porque o tempo lhe  fugiu ao seu  próprio controlo pessoal.

No entanto, outras pessoas há a quem o tempo  parece dar , para fazerem  quase tudo o que planeiam.

Cada ser humano deveria gerir o  seu próprio tempo, cabendo-lhe a ele a grande decisão do que fazer com ele.Isto parece acontecer cada vez menos na actual sociedade, dita civilizada, e desenvolvida.

Damos por nós e observamos  um regime horário estabelecido  pelas mais variadas organizações empregadoras,que pouco deixam ficar para o lazer. É como se o lazer fosse um desperdício de tempo, ou um atentado ao bem estar das pessoas.

O subversivo, é  o carácter de obrigatoriedade, que é conferido ao tempo destinado ao trabalho, sem deixar margem de manobra para que seja diferente.

 E já ecoam as vozes de algumas "ilustres cabeças coroadas", que  avisam... que não basta assim, é preciso trabalhar mais horas ainda, e até mais tarde...

Então o meu imaginário leva-me até às sociedades "ditas primitivas.." e penso qual será realmente a mais primitiva ou a mais civilizada?..

Civilizada a actual?.. Não sei,  parece  afastar-se cada vez mais desse objectivo, por não considerar determinadas variáveis que são a base do equilibrio emocional do ser humano. Por tudo isto eu digo..

Não me roubem todo  o meu tempo, ele é um bem que me pertence.

Quero tempo para viver as minhas emoções, para falar, para dormir, para ler, para estar com a família e os amigos,  para ouvir música, para dançar, para conhecer outras paragens, para amar também.. Em suma: Deiam-me o tempo que me pertence, e deixem-me celebrar a vida..

 

publicado por luana às 12:54
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Maria a 2 de Julho de 2007 às 09:58
O estilo de vida que actualmente temos é anti-natura: o homem não foi feito para tanta norma, tanto tempo sentado em frente ao computador, dentro do carro em filas de trânsito, etc., etc. ... Nós somos animais (apesar de não o aceitarmos muito bem) e necessitamos de um maior contacto com os da nossa espécie, de maior contacto com a Mãe Natureza, precisamos de tempo para os nossos instintos e necessidades. E, de facto, a sociedade actual não o permite. Vivemos numa sociedade anti-natura.


Comentar post

.mais sobre mim

.posts recentes

. Trabalhar num TEIP

. Desvario..

. Infância Perdida

. Começa a cansar!...

. Má interpretação dos prof...

. Avaliação dos professore...

. Elogio ao beijo

. Maio

. Mudanças...

. Desejos

.links

.pesquisar

 

.favorito

. Memórias de Infância

. Comsentimentos

.arquivos

. Outubro 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds